Destaques

Terremoto profetizado

    Sabemos por meio do mensageiro desta era, William Marriom Branham - há muito tempo - que a cidade de Los Angeles no estado da Califó...

Facebook

Parar diante da manifestação do Filho do Homem ...




Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.
S.Lucas 21:36


Quantas vezes em nossas vidas, nos pegamos imaginando, como seria parar diante de nosso profeta. Quantas vezes chegamos até mesmo a sonhar com este momento, e em momentos de companheirismo em nosso dia-dia sempre ressaltamos o desejo de estar perto dele. Quem sabe a vontade de presenciar um culto de cura, ou simplesmente olhar para sua face enquanto ele clamava contra o pecado e a idolatria ... Quem sabe em nosso coração há um desejo que nos faz imaginar como seria pescar ao lado de nosso Profeta, ou até mesmo passar um dia caçando com ele, poxa vida seria tremendo !! Mas a pergunta que fazemos hoje meus amados em tom de reflexão é ... Você estaria pronto para parar diante de Malaquias 4 ? Sabendo que o dom que opera nele permite que ele saiba exatamente tudo que fizeste em sua vida, até mesmo aquele pecado não confessado, o desejo mais secreto que ocultamos em nosso coração, muitas vezes o perdão que faltou você pedir a sua mãe, ao seu papai ... Absolutamente nada fica em oculto dele !! NADA !! Você se recorda daquela passagem bíblica onde o Senhor Jesus Cristo foi até o poço de Samaria beber água, e eis que uma Samaritana lhe saiu ao encontro,então ele a discerniu e lhe disse até mesmo quantos maridos ela tinha ... Vê ? Ele deu-se a conhecer a ela, e ela CREU !! Da mesma forma este ministério tem apresentado os mesmos sinais e maravilhas que o Senhor Jesus Cristo operou nos dias passados ! Cremos que excetuando o corpo físico é o mesmo ministério !! E a noiva Somente crê em TUDO que a boca de Deus falou !!
  Certa vez ouvi o testemunho de alguém que andou próximo ao profeta, e este irmão nos disse que quando o irmão Branham nos olhava, era como se nos visse transparentes, alem do que os olhos carnais podem ver ... Olhava com os olhos da alma !! Sinceramente não nego que olhar as fotografias do Profeta têm um impacto forte em mim ... Aquele olhar de águia, aquela feição de quem sabia o que estava dizendo e como ele mesmo chegou a professar : " Só estou lhes dizendo a verdade!! Um dia saberão que lhes disse a verdade " ... Nossa !! Não passam despercebido em meu coração !! Vamos acompanhar com nosso Profeta, relatos que nos façam refletir o que é estar em pé diante da manifestação do Filho do Homem !! Aleluia !!

" Pouco depois daquilo, havia uma jovem. Talvez ela esteja assentada aqui esta manhã. Eu não a vejo, mas ela vem de vez em quando. El é membro deuma igreja em New Albany. Eu estive lá. Ela quer ... Ela tem um problema mental, um tipo de psiconeurose. E ela não pode, ela nem mesmo sai da cidade ou parte alguma, ela começa a gritar e chorar, e assim por diante. Então eu-eu orei por ela, duas ou três vezes, mas algo não me deixava desafiar aquele demônio, de algum modo. Eu não sei. Eu simplesmente não podia fazer isto. Ela é muito amiga de uma enfermeira que mora na vizinhança ali. Elas vão ali. Ela estava piorando. Ela estava daquele jeito por cerca de oito anos.
 Então ela chegou em outro dia, e disse ...eu lhe disse, disse:"Irmã, a única coisa que sei, é que,há uma causa aí em algum lugar. Eu-eu não sei o que é. Eu disse: "Eu ... Se você pudesse se aproximar."
 Ela disse: " Eu tenho recebido oração;do meu pastor". E disse: " Meu pastor me mandou aqui ,disse: 'Vá ver o Irmão Billy e veja o que ele diz' ".
Bem, eu disse: "Bem,eu não-eu não sei,irmã" eu disse, "eu sou exatamente como seu pastor". Eu disse:" Você já confessou todos os seus pecados?"
"Tudo."
 Professora de escola dominical, tem uma grande classe e estava fazendo um bom trabalho. Mas  aquilo pairava sobre ela. Bem, eu-eu não sabia o que fazer. você pode imaginar como senti. Eu-eu simplesmente não sabia o que fazer.
Nós a levamos para a sala. Eu disse "Certo suba."Quando as pessoas chegam, nós simplesmente paramos tudo. Eu a levei para uma sala. Eu me assentei e comecei a falar sobre genealogia e sobre o princípio, a origem do templo e tudo, e a observava. Foi naquela mesma manhã. Deus sempre está ali naquele momento crucial, você sabe. E após algum tempo, eu olhei, ali veio uma visão. Eu vi um automóvel indo rapidamente.
 Eu disse : "Sua condição tem algo a vercom um automóvel."
 Ela disse: " Não, nunca estive envolvida num acidente."
 Eu disse: "Apenas fique assentada humildemente." Disse: "Eu a vejo em um carro.Você quase foi atingida por um trem."
 Ela, ela pulou. Ela disse: "Oh!"
 Eu disse: " Sim, e você não está com seu marido. Você está com outro homem. Seu marido está no estrangeiro na guerra, durante esse tempo." Fui em frente e comecei a trazer aquilo. Eu disse: " As coisas que você fez, as coisas imorais! Você lhe contou um pouco daquilo, mas você não lhe disse tudo." E ela começou a gritar, segurando sua face assim. Eu disse: " Há não muito tempo atrás você ia ser operada, também, a sua amígdala, e  você ficou com medo de tomar anestesia, com medo de contar aquilo sob efeito." Ela simplesmente gritou e caiu no chão.
 Ela disse: "Esta é a verdade."
 Eu disse: " Como pode você ir para frente na vida com isso?"
 Ela disse: " Eu pedi a Deus para me perdoar."
E eu disse: Você não pecou contra Deus. você pecou contra seu marido e seus votos." Eu disse: " Você volte e acerte isso, então venha. Eu poderei controlar esse demônio então, veja."
E eu disse: " Por falar nisto, seu marido," eu descrevi como ele se parecia, nunca o vi em minha vida, eu disse: "ele tem a mesma coisa para confessar a você." Eu disse:"Agora se você não crê nisto, telefone para ele e diga-lhe para se encontrar com você." Ela foi e telefonou para ele. Eles se encontraram na estrada.
 E aqui voltaram eles, lágrimas rolando em suas faces,perdoando um ao outro. Aquele  demônio a deixou, então ela ficou livre. Está vendo?
 Agora eu poderia ter gritado e berrado com aquele demônio, e expulsado e tudo mais, e ele nunca teria saído até que aquilo fosse corrigido. Está vendo ? Veja, tem de se encontrar a causa antes de poder encontrar a cura.
Rev. William marrion Branhm
Mensagem Crendo em Deus §36 a 48

Oh ! Que coisa tremenda! Nos faz rever nossos conceitos, e nos faz meditar em o que é parar diante de Deus em carne humana ! Vamos acompanhar mais um relato surpreendente das maravilhas que Deus operou por meio de Malaquias 4 !

Aqui há não muito tempo atrás, uma senhora estava aqui embaixo na esquina. Ele sofria de tuberculose. E eu acho que ela se encontra na igreja esta manhã. Eu não consigo lembrar do nome da senhora. Ela mora no Reese. Obrigado, irmã. É isso mesmo. Sra. Reese, ela estava deitada ali, tinha três ou quatro filhos, e eu fui orar por ela. Ela tinha sido enviada de um sanatório aqui em cima, para morrer. E então eu fui orar por ela. E havia um infiel que morava perto de mim, e ele trabalhava aqui para o governo, Sr. Andrews. Então eu passava pela esquina, na minha velha bicicleta. E_e eu tinha orado pela mulher, uma noite, umas duas noites antes daquela. E fui para casa. Enquanto eu estava assentado na varanda, o Senhor mostrou-me uma visão de que a mulher viveria. Então, eu fui lá. Eu disse: “Eu tenho o ASSIM DIZ O SENHOR, para a senhora. A senhora vai viver.” E ela disse: “Oh, graças a Deus,” aquela coitadinha. Eu disse: “A senhora levantará e será batizada no Nome do Senhor, invocando-O, e lavando seu pecado?” Ela disse: “Eu farei qualquer coisa que Deus me ordenar a fazer. O senhor apenas venha e me guie, e me diga, e eu_eu o farei.” Eu disse: “Tudo bem.” Umas duas manhãs após aquela, eu encontrei um_um homem descendo a rua ali, e era o Sr. Andrews. Ele disse: “Ei, espere um momento aí, pregador.” Mais ou menos a esta hora da manhã, eu suponho. E ele disse: “Espere um minuto aí, pregador.” Ele disse: “Onde o senhor_onde o senhor vai?” Eu disse: “Até o armazém.” Disse: “Não se envergonha de si mesmo?” Eu disse: “O quê?” Disse: “Dizer àquela mãe pobrezinha que está para morrer ali, que ele vai viver.” Eu disse: “Bem, ela vai viver.” Ele disse: “Como o senhor sabe que ela vai viver?” Eu disse: “Assim disse Jesus. É por esta razão que eu sei.” Disse: “Como o senhor sabe?” Eu disse: “Ele me mostrou uma visão dela.” Exatamente da maneira que Ele fez; eu sei que será assim. Isto é certo. Ele disse: “Eu teria vergonha de mim mesmo.” Disse: “O senhor apenas sai por aí e engana as pessoas assim.” Disse: “O senhor deveria ter vergonha. Agora, eu sei que é um tanto difícil para mim, primeiro, me encontrar com o senhor e lhe falar assim.” Eu disse: “Tudo bem. O senhor tem suas próprias idéias, e eu também tenho as minhas.” Eu montei em minha velha bicicleta e fui embora. Dois dias após aquilo, sua esposa, sendo uma mulher cristã, ela ficou doente. Eu fui até ali, eu disse: “Sr. Andrews, eu poderia fazer algo pelo senhor?” Ele disse: “Agora, olhe aqui.” Disse: “Nós temos um bom médico.” Disse: “Nós não precisamos de nenhuma ajuda sua.” E eu disse: “Obrigado.” Eu disse: “Eu sei que o senhor tem um bom médico.” E ele falou seu nome; e ele_ele é um bom médico aqui da cidade, um amigo meu. Eu disse: “Ele é bom médico.” Ele disse: “Ela tem apendicite. Nós a tiraremos, e isto é tudo.” Disse: “Nós não precisamos de nenhuma oração por aqui.” Eu disse: “Isto, Sr. Andrews, eu não pedi para fazer isto.” Eu disse: “Eu simplesmente quis lhe dizer que eu_eu poderia cortar sua lenha. Eu poderia fazer qualquer coisa pelo senhor, ajuntar seus gravetos, o carvão, qualquer coisa que eu pudesse fazer.” Então, oh, ele ficou muito arrogante sobre isto. Ele não queria ter nada a ver com oração. Eu disse: “Tudo bem.” Então eu voltei para casa. E quando eu voltei, ora, eles a lavaram para o hospital. E na manhã seguinte, eu comecei a patrulhar. Eu era_eu era um guarda-florestal, vocês sabem. E eu coloquei a correia em minha velha espingarda, e comecei a subir a estrada. Eu estava andando, subindo a estrada, e subindo por ali. E de repente, ali, Algo me disse, falou: “Vire e volte.” Este é aquele Jesus ressurreto, “Vire e volte.” Eu pensei: “Oh, bem, aquilo, talvez eu senti” Algo disse:
“Volte.” Eu virei imediatamente e voltei. Eu telefonei para a Companhia de Serviço Público. Eu estava patrulhando as redes de alta tensão, também, então eu telefonei, e lhes disse que não trabalharia naquele dia. Caía uma chuva garoenta, embora não suficiente para que eu não trabalhasse, mas eu simplesmente voltei. Eu não sabia por quê. Eu me assentei e desmontei minha velha espingarda, estava de pé ali lustrando-a. Eu Meda me disse, minha esposa, ela disse: “O que você está fazendo de volta?” Eu disse: “Eu não sei. Ele simplesmente me disse para voltar. ‘Obedecer é melhor do que sacrificar, atender é melhor do que a gordura dos carneiros.’ Simplesmente voltei.” Eu me assentei ali embaixo e lustrava a velha espingarda. E de repente, eu observei, vindo em volta da casa; e aqui vinha ele, com seu chapéu caído de lado, você sabe, e seu nariz pingando, e ele entrou. Ele disse[O Irmão Branham bate no púlpito três vezes_Ed.] Ele disse: “Sra. Branham?” Disse: “Sim.” “O pregador está aqui?” Disse: “Sim.” Disse: “Entre, Sr. Andrews.” Disse: “Oi, pregador.” E eu disse: “Bom dia Sr. Andrews. Assente-se.” Ele disse: [O Irmão Branham funga_Ed.] “O senhor_o senhor ficou sabendo sobre a Sra. Andrews?” Eu disse: “Não.” Disse: “Bem,” disse, “ela vai morrer, pregador.” Eu disse: “Oh, isto é horrível.” Eu disse: “Fico chateado de saber disto.” Disse: “Embora eu saiba que o senhor tem um bom médico.” E ele disse: “Sim,” ele disse, “mas aquilo_aquilo_aquilo não era apendicite.” E eu disse: “Não era? Não?” Disse: “Não. Estamos com um especialista ali agora, de Louisville.” Disse: “É um coágulo de sangue. Falta apenas umas duas horas para alcançar seu coração,” disse, “subindo para seu coração.” Disse: Ela vai morrer.” Eu disse: “Oh, é terrível. Fico chateado de saber disto.” E simplesmente continuei lustrando minha espingarda. Ele disse: “Bem,” ele disse, “bem, hum, ela, hum, ela está muito mal.” E eu disse: “Sim, senhor.” Eu disse: “Isto ” O deixei suar um pouco, então continuei meu trabalho em minha espingarda. Ele disse: “Bem, hum, hum,” ele disse, “o senhor calcula que pode ajudá-la?” Eu disse: “Eu?” Eu disse: “Eu não sou médico. Eu não sei o que fazer, senhor.” Eu disse: “Eu não sou médico.” Ele disse: “Bem, hum, hum, o senhor sabe,” disse, “hum, eu_eu_eu pensei que talvez_talvez o senhor poderia, hum, ajudá-la um pouquinho.” E eu disse: “O que quer dizer?” Ele disse: “Bem, hum, o senhor sabe, como a mulher lá no Eu disse: “Sei.” Eu disse: “Aquilo não fui eu. Aquilo foi o Senhor Jesus.” E ele disse: “Bem” Eu disse: “Eu pensei que o senhor não cresse Nele?” Ele me contou uma pequena história certa vez. Sua_sua avó tinha, ou sua_sua tia, eu creio que era, havia feito uma promessa que ela pagaria a um velho pregador ambulante cinco dólares no fim do ano. Ela tinha lavado roupas, e ela não tinha o dinheiro para pagá-lo. E o dia de lavar roupa chegou, e então o pregador estaria ali, e ela não tinha nenhum dinheiro. E ela tinha uma moeda de dez centavos, ou uma moeda de cinco centavos, ou seja quanto custasse para comprar uma grande barra de sabão, e ela o mandou para o armazém. Voltou, e disse, ela pegou a_a barra de sabão, e o e estava chorando. Disse Ela abaixou a mão e pegou seu velho avental e enxugou suas lágrimas. E ela foi até a velha caldeira, como as mães de vocês costumavam ter. E, claro, hoje você apenas aperta um botão. Aquilo acabou, veja você. Mas ela colocou o sabão na tábua de lavar roupa assim. E ao colocá-lo, ela ouviu algo roçando. E aconteceu dela olhar para baixo, e olhou, grudado na barra de sabão, e ali havia uma moeda de ouro de cinco dólares; ela tinha prometido ao velho pregador ambulante. Ela disse Eu disse: “Como aquilo foi parar ali?” Disse: “Bem, eu simplesmente gostaria de saber?” Eu
disse: “O Jesus ressurreto fez aquilo. Ela fez a promessa com todo bom coração. Ela pensou que poderia fazê-lo, e Deus abriu um caminho para ela.” Exatamente da maneira que Ele faz as coisas, é a forma que você O reconhece. Somente através do que Ele faz, as coisas que Ele faz, a forma que Ele faz. Ela disse Ele disse: “Bem, eu_eu sempre quis saber.” Disse: “Sempre esteve no meu coração, gostaria de saber se havia” Eu disse: “Se havia?” Eu disse: “Há, Sr.Andrews.” Ele disse: “Bem, Irmão Branham, o senhor acha que ela Ele_Ele_Ele poderia ajudar minha esposa?” Eu disse: “Claro, eu sei que Ele pode.” Eu disse: “O senhor poderia”
Ele disse: “O senhor oraria por ela?” Eu disse: “Não. O senhor ore por ela.” Eu disse: “O senhor é a pessoa indicada para orar.” Ele disse: “Bem, eu não sei como rezar.” Eu disse: “De nada serviria, de qualquer modo, se rezasse.” Eu disse: “Ajoelhe e converse com Ele.” Ele disse: “Bem, como eu faço isto?” Eu disse: “Apenas chegue sua cadeira para trás, e se coloque ali ajoelhe-se ali, perto da mesa, e comece a orar.” Então ele se ajoelhou ali e começou a orar. E ele disse: “Agora,” ele disse, “Senhor, eu não sei como falar Contigo.” Ele disse: “Mas se Tu ajudares minha esposa!” Ele se levantou e disse: “Diga, pregador, agora vamos até o hospital para conversarmos com Ele.” Disse: “Talvez, se formos até onde está no hospital.” Eu disse:“Tudo bem.” Minha esposa se aprontou. Nós fomos ali. E a Sra. Andrews ali, não dava mais para ver nem seus olhos, o_o sangue havia separado, você sabe. O coágulo havia feito o sangue água. E não se podia ver seus olhos. Eu olhei para ela. Oh, que coisa! Minha esposa começou a chorar. Eu ajoelhei e comecei a orar. Eu disse: “Querido Deus, eu oro agora para que Tu ajudes a mulher.” Eu disse: “Vemos que estamos todos sem esperança e sem ajuda. O médico fez tudo que pôde fazer, e mesmo assim ela está deitada aqui morrendo.” Eu disse: “Oh, Deus, o que poderíamos fazer? Como poderíamos fazer qualquer coisa agora? Nós Te pedimos. Nós sabemos que tu ressuscitaste dos mortos, e que Tu estás vivo em nosso meio.
E que Tu és tão real como a luz que está em minhas mãos. Tu estás aqui. E Tu tens todos os poderes, e Tu podes fazer isto. Agora, Senhor, se encontramos graça diante de Ti, nós humildemente chegamos e pedimos por misericórdia pela mulher.” Enquanto eu estava orando, coisas começaram a se mover assim. Eu olhei e a vi chegando em minha casa, com uma torta de maçã em sua mão, e me entregando. E eu sentei na varanda da frente e comecei a cortar esta torta de maçã, e a comê-la. Eu levantei então, depois que Ele me mostrou a visão. O que foi isto? O Senhor ressurreto. Como foi isto? Ele está no meio dos homens. “As coisas que faço” Ele disse à mulher os seus pecados, no poço. Ele disse onde Filipe estava, quando ele estava debaixo da figueira, orando. Ele sabia onde estava o peixe, que tinha uma moeda em sua boca. Ele disse: “O Pai Me mostra as obras, que até agora faço. E as coisas que faço também as farão.” O que é isto? É a ressurreição. Ele ressuscitou dos mortos. Ele não está morto, Ele está bem aqui conosco agora. Ele é simplesmente tão real, no recinto, como a luz. Ele é simplesmente tão real. Ora, o homem, há poucos anos atrás, não sabia o que era a eletricidade, mas ele tinha uma fome em seu coração para descobrir o que era. Ele cria que podia fazer a luz. Thomas Edison, e ele testou dez mil fios elétricos, mas acabou descobrindo algo. E ele deu ao mundo a eletricidade. O homem creu na televisão, e_e todas estas outras coisas. Deus colocou tudo isto aqui. E há o Poder do Cristo ressurreto esta manhã, bem aqui neste edifício, para salvar cada pecador, para encher com o Espírito Santo, e para curar cada enfermidade que há no mundo, se você apenas souber o fio correto que guia a isto. É o amor e a fé; este é o fio correto. Entre e viaje uma vez, e veja se Ele não diz. Você sabe, quando Franklin captou o relâmpago, ele não sabia o que ele tinha. Ele disse: “Consegui. Consegui. Consegui. Consegui.” Ele sabia que havia uma ressurreição. [O Irmão Branham bate no púlpito seis vezes_Ed.] Havia algo que ele conseguiu; ele não sabia o que era. Às vezes o Espírito Santo fala com você, você não sabe justamente o que é Aquilo; mas você sabe que Aquilo está ali, exatamente da maneira que Ele faz. Justamente do modo que Deus tem de fazer as coisas; eles reconhecem Aquilo. Este Sr. Andrews, então quando eu saí e lhe contei. E no terceiro dia, cerca de doisBem, depois de umas duas horas, nós voltamos para casa. E ele veio Isto era comum aqui, então. Ele chegou andando por ali. Eles o tinham chamado, disseram: “Sua esposa está morrendo.” Disse: “Ela está com estertor da morte em sua garganta. É melhor você vir.” E aqui voltou ele, todo desapontado. Disse: “Irmão Branham,” disse: “o médico disse que ela vai morrer.” Disse: “Ele está lá agora. Ele disse: ‘Ela vai morrer.’” Eu disse: “Mas o Senhor Jesus disse: ‘Ela vai viver.’” Disse: “Bem, como pode Se ela morrer, pode ela viver?” Eu disse: “Ela já está viva.” Aleluia! Não fique agitado com o aleluia. Isto significa "louvado seja nosso Deus.” Se alguma vez houve uma manhã em que o aleluia deveria soar do povo, é esta manhã. Isto é certo. Louvado seja nosso Deus, por cada sombra de morte tirada. Ele vive. Observe. E ele disse: “Bem, agora,” disse, “como ela viverá?” Eu disse: “Eu Não sou eu quem tem que imaginar. É só para eu crer no que Deus disse que Ele faria.” Então ele estava muito triste. E após algum tempo ele saiu para o hospital. Aqui vem ele de volta, e ao redor da casa veio ele, pulando, pulando, pulando. Ele
correu para dentro, disse: “Pregador, sabe o que aconteceu?” E eu disse: “O que, Sr. Andrews?” Eu estava sentado, lustrando, você sabe. Ele disse: “Sabe o que aconteceu?” E eu disse: “O que aconteceu, Sr. Andrews?” … Disse: “Ela levantou. Toda a água saiu dela. Ela disse: Estou morrendo de fome.’” Disse: “Eles foram e trouxeram para ela caldo de carne. Ela disse: ‘Eu não quero caldo de carne. Eu quero salsichas e chucrute.’” Ela estava com fome. O que foi isto? O que foi isto? Porque Ele ressuscitou dos mortos. [O Irmão Branham bate no púlpito cinco vezes_Ed.] Aquela mulher saiu do hospital uma mulher sadia. Ele vive, Ele vive, para dar salvação! Você me pergunta como sei que Ele vive? Ele vive dentro do meu coração.

Rev. William marrion Branham
Ide e Dizei aos meus Discipulos § 191 a 253

Glória  a Deus !! São tremendos relatos que motivam nossa fé e nos fazem refletir que ISTO ESTA PARA SE REPETIR !!! Um dia pararemos ante a Manifestação do Filho do homem ! E Nada ficará oculto naquele momento ! O Momento de acertar as coisas é agora !! Amanhã ... Pode ser tarde demais ...

"Oh, meu irmão, irmã, corrija-se com Deus. Limpe esse coração, para que sinos de alegria do Céu toquem, e haja uma ressurreição; Jesus vive e reina dentro do coração"
Rev. William Marrion Branham

Postar um comentário
  • Google Comentário usando Google
  • Facebook Comentário usando Facebook

Nenhum comentário :